Pesquisar neste blogue

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Curso livre sobre Revoluções e Constituições: 5ª sessão



Solar Condes de Resende
Sábado, 7 de dezembro – 15-17horas
Curso livre sobre Revoluções e Constituições
- 5.ª sessão: Da Revolução de 1820 ao triunfo do Liberalismo: a divisão na Igreja portuguesa

A concretização da ideia liberal, entre nós, teve com a estrutura religiosa uma atitude regalista. O poder político liberal tentou maximizar as estruturas eclesiásticas existentes, sobretudo as suas ramificações locais, para construir e manter canais de comunicação entre os órgãos de decisão centrais e as massas populares. Os párocos eram os “novos mecanismos de poder” que se queriam articulados com o novo poder político e tiveram, pela governação liberal, tratamento diferenciado, pelo menos os que se mostraram abertos a colaborar com as autoridades instituídas. Ao contrário, o frade foi, amiúde, ridicularizado pelas autoridades pensantes e políticas do constitucionalismo.
A partidarização da Igreja (do topo à base) foi um facto inegável. Muitos seculares (e regulares) não estavam alheios às ideias e ao espírito do século e não raras vezes aparecem interligados a movimentos de carácter liberal, sofrendo consequências dessa coragem política.

por Prof. Doutor José António Oliveira

Inscrição prévia obrigatória
https://www.slideshare.net/queirosiana/da-revoluo-de-1820-ao-triunfo-do-liberalismoa-diviso-na-igreja-portuguesa

Sem comentários:

Publicar um comentário